Your cart
Close Alternative Icon
Down Arrow Icon
Bag Icon

Origem dos couros e tipos usados pela marca

Arrow Thin Right Icon
Origem dos couros e tipos usados pela marca
A maioria dos produtos são 100% couro, claro que para atender clientes veganos apresentamos algumas alternativas. Mas aqui vamos falar dos couros usados e suas origens.
É sempre bom explicar a procedência de cada material usado, pois há clientes e pessoas que gostariam de saber a procedência tanto da mão de obra quanto da matéria-prima. Começamos por esse artigo sobre os couros.
O couro nada mais é que o último subproduto de todo o ciclo da cadeia alimentar dos carnívoros. Sim, só usamos couro de animais que são criados para alimentar a população, por tanto são todos couros de animais em que a carne foi consumida, aqui no Brasil ou ao redor do mundo, pois os curtumes que trabalhamos importam couros de animais não muito presentes em cardápios brasileiros, mas a preocupação  da À Fregonezi é utilizar somente couros de animais que serviram de alimento, dentro do ciclo: fazenda, frigorífico e curtume.
Todos os couros usados na À Fregonezi, são comprados diretamente de curtumes, pois temos a preocupação com a origem do couro, o processo de curtimento utilizado, mão-de-obra envolvida na produção, as condições que os curtumes receberam os couros: fazendas e frigoríficos. Selos e comprovantes da fiscalização do governo e órgãos responsáveis, nos preocupamos também com descarte e tratamento correto dos resíduos químicos no processo de aperfeiçoamento das peles* (couros como é chamado internamente e internacionalmente por nós, compradores e produtores de artigos e produtos em couro).
A preocupação da estilista fundadora da marca, é sempre utilizar somente couro de animais comestíveis, que fazem parte da cadeia alimentar, para que todo o ciclo seja respeitado. Portanto o couro usado sua procedência é de frigoríficos, pois assim, temos a certeza que a carne do animal era para alimentar a população.
Para a informação de todos, jacarés e cobras são criados em fazendas, jacarés nacionais e importados, são criados em fazendas e sim é uma carne super comum, já as cobras como por exemplo o píton é um couro importado pois no Brasil não comemos sua carne, avestruz outro couro importante. Abaixo melhores explicações:
Jacaré, muitos no Sudeste Brasileiro não estão acostumados a verem essas carnes comercialmente, mas sim, existem varias fazendas especializadas na criação de jacarés pois é uma carne muito consumida. Jacarés não são criados para extrair o couro, a carne faz muito bem à saúde pois ela tem baixíssimo teor de gordura, sendo muito saudável. A criação dos jacarés é muito fácil, pois é um animal que come de tudo e procria com extrema rapidez. Praticamente os jacarés de fazendas  de policultura, são alimentados com a carne dos outros animais que tiverem morte natural.
Avestruz, o Brasil quase não tem mais fazendas com Avestruz, pois não conseguiram  popularizar a carne desse animal por aqui. Por tanto o quando usado o couro de avestruz pela À Fregonezi, ele é encomendado no curtume NovaKaeru e eles importam o couro da África do Sul, pois lá carne de Avestruz faz parte do cardápio da população.
Píton/ Python/ Pyton; a cobra mais usada na moda, ela é criada como o jacarés, fazendas de mono ou multi cultura, e ela é como o avestruz para nós brasileiros, não faz partida nosso cardápio, não comemos sua carne mas no seu país de origem é uma carne muito popular e consumida pela população, por isso também é um couro importado, comprado pelo curtume TreAnytry, o couro vem da indonésio principal país de criação e exportação da carne e do couro.
Pirarucu; pirarucu é tão incrível que merece depois um texto só explicando todos os benefícios que do uso do couro na moda, pois trouxe para varias população ribeirinhas do Amazonas uma nova perspectiva de vida e sustento. Pirarucu é um dos peixes mais presentes no cardápio do norte Brasileiro, super popular na região amazônica, mas sempre seu couro foi mal utilizado, pois não conseguiam um processo de curtimento adequado e sendo muitas vezes descartado virando lixo, apenas as escamas eram vendidas como lixa. Hoje ele leva título de couro orgânico, pois seu processo de curtimento é um dos mais limpos, usa-se menos componentes químicos em seu processo, por tanto sua decomposição quando descartado é mais sustentável e o curtimento é mais limpo.
Pelos, os pelos com estampa de, zebra, girafa, tigrado e etc: são couro de bezerro, bezerro é a carne de vitela, são carnes bovinas. O pelo e o couro de bezerro são extremamente macios e o toque sedoso. Esse é o diferencial da À Fregonezi para as outras marcas.
Cabra/mestiço/ovelha: mestiço é o cruzamento entre cabra e ovelha, no caso todas esses 3 couros usados, são de animais super presentes no cardápio de pequeno porte, são de carne mais macia e seu couro também, portanto couros mais delicados e macios, sempre usado para calçados de melhor qualidade. No caso da marca À Fregonezi, os sapatos são todo de couro de cabra/mestiço/ovelha os de couro lisos, isso inclui os de camurça também e forro dos calçados.
Couro Bovino: o mais comum de todos mesmo, é o animal mais presente na alimentação de todos os brasileiro, ele é de grande porte por isso seu couro apresenta a maior metragem quadrada, é o mais grosso e densa tanto sua pele e pelo, por isso é bem vindo o uso em alças e bases de bolsas por aguentar maior tração no produto, mas nem sempre é usado na marca À Fregonezi pois a maioria dos produtos são mais delicados e flexíveis, presamos o toque.